Integrantes do Movimento Não Pago apresentaram um laudo técnico-econômico mostrando irregularidades no cálculo da tarifa de ônibus em Aracaju em audiência pública sobre a tarifa do transporte público. O debate ocorreu no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE) e contou com a participação de vereadores, assessores, representantes da Defensoria Pública, da SMTT, da AGB e da sociedade civil.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              audiência Não Pago 2

Demétrio Varjão disse que o laudo aponta que se for feita uma revisão do cálculo tarifário, com a retirada dos gastos inexistentes, o valor real da tarifa será de R$ 1,92, 21,62% menor que os atuais R$ 2,45. Para o advogado Gustavo Mendes, “a existência de fraudes no cálculo tarifário é a razão de Aracaju, a menor capital do nordeste e com um péssimo serviço de transporte público, ter a 2ª tarifa mais cara da região”. Notícia: http://www.infonet.com.br/economia//ler.asp?id=145467                                                                                                                                                                                                                                                      audiência Não Pago