Ao longo dos meses de abril e maio de 2021, o Grupo de Trabalho em Geografia Agrária debruçou-se sobre a construção de um Estudo solicitado enquanto demanda pelo SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS, AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DE ITABAIANA/SE.

Após a estruturação e fundamentação discutidas conjuntamente durante reuniões virtuais e levantamento de informações e de relatos na Sede do Sindicato, procedeu-se a leitura coletiva do Estudo, detalhando os itens, referencial, objetivos e os principais resultados.

A demanda por este Estudo emerge em um contexto de desmonte da luta sindical, responsável pelo esvaziamento político desses lugares de representação, constituídos enquanto lugares de luta nos debates travados sobre direitos historicamente negados aos trabalhadores e trabalhadoras no campo. Na última década, com o aprofundamento da ofensiva neoliberal no Brasil, a destituição de atividades vinculadas à assistência, seja aquela atrelada à Previdência Social, ou aos auxílios de saúde e maternidade, é produto intrínseco a um processo histórico de cooptação dos sindicatos ao Estado e, portanto, os interesses da burguesia nacional ao longo dos anos 50 e 60; aprofundada durante a Ditadura militar entre 1964 e 1985. O sentido político essencial à constituição de uma base sindical combativa é enfraquecido e mantido sob os mecanismos de cooptação do Estado, mesmo no contexto de redemocratização; posteriormente, sob o ataque do Neoliberalismo em curso desde os anos 1990 no Brasil, até mesmo os mínimos direitos assistidos aos trabalhadores do campo passam a ser negados e contrapostos pela lógica capitalista do lucro.

Nesse sentido, o presente Estudo insere-se como um importante ponto de partida para um trabalho de formação política e fortalecimento das bases de luta sindical. Ao mesmo tempo em que, ao valer-se de um exemplo concreto de atuação, apresenta elementos e proposições sobre a importância da participação dos trabalhadores e trabalhadoras na construção e permanência do movimento sindical.

O Estudo encontra-se organizado nos seguintes itens:

1. A CONTAG, A FETASE E OS SINDICATOS DE TRABALHADORES E TRABALHADORAS RURAIS

2. SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS, AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DE ITABAIANA/SE-STRAAF

3. A CAMPANHA DE RECADASTRAMENTO 2021: POR QUE RECADASTRAR?

4. QUEM CONSTITUI O SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS, AGRICULTORES E AGRICULTORAS FAMILIARES DE ITABAIANA/SE

5. OS DESAFIOS DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS RURAIS

Acesse o Estudo completo AQUI.